7 Visualizações

Tomko foi membro do Colégio dos Cardeais por mais de 37 anos depois que o Papa João Paulo II o fez cardeal no consistório de maio de 1985.

Confidente de João Paulo II, Tomko foi secretário-geral do Sínodo dos Bispos por quase seis anos quando foi criado cardeal.

Dois dias depois, em 27 de maio de 1985, foi nomeado prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos. Ele serviu nessa posição até sua aposentadoria em 2001, aos 77 anos.

Nos seis anos seguintes, Tomko atuou como presidente do Pontifício Comitê para os Congressos Eucarísticos Internacionais. Nesta posição, ele participou de vários eventos internacionais como enviado do Vaticano.

Tomko nasceu na pequena aldeia de Udavské, na Tchecoslováquia, na parte nordeste do que hoje é conhecido como Eslováquia.

Depois de iniciar seus estudos para o sacerdócio em Bratislava em 1943, foi enviado para estudar na Pontifícia Universidade Lateranense e na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, onde obteve doutorados em teologia, direito canônico e ciências sociais.



Fonte