18 Visualizações

LEITURA DO DIA

Liturgia Diária 20 Dezembro de 2022

Leitura do Livro do Profeta Isaías

(Is 7,10-14)

Naqueles dias, o Senhor falou com Acaz, dizendo: “Pede ao Senhor teu Deus que te faça ver um sinal, quer provenha da profundeza da terra, quer venha das alturas do céu”.

Mas Acaz respondeu: “Não pedirei nem tentarei o Senhor”.

Disse o profeta: “Ouvi então, vós, casa de Davi; será que achais pouco incomodar os homens e passais a incomodar até o meu Deus? Pois bem, o próprio Senhor vos dará um sinal.

Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Emanuel”.

EVANGELHO DO DIA

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas

(Lc 1,26-38)

No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José.

Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria.

O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”

Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação.

O anjo então disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus.

Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.

Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?” O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra.

Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice.

Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, porque para Deus nada é impossível”.

Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.

PALAVRAS DO SANTO PADRE

“Alegra-te”, diz a Nossa Senhora. Numa aldeia isolada da Galileia, no coração de uma jovem desconhecida ao mundo, Deus acende a centelha da felicidade para o mundo inteiro.

E hoje o mesmo anúncio é dirigido à Igreja, chamada a receber o Evangelho para que se torne carne, vida concreta.

Diz à Igreja, a todos nós: “Alegra-te, pequena comunidade cristã, pobre e humilde, mas linda aos meus olhos porque desejas fervorosamente o meu Reino, tens fome e sede de justiça, teces com paciência redes de paz, não segues os poderosos de plantão, mas permaneces fielmente ao lado dos pobres.

E assim não tens medo de nada, mas o teu coração está na alegria”. (Angelus, 16 de dezembro de 2018)

Click to rate this post!
[Total: 0 Average: 0]